No calendário litúrgico existem alguns dias que o fiel católico é obrigado a participar das celebrações eucarísticas. “Abstenham-se ainda daqueles trabalhos e negócios que impeçam o culto a prestar a Deus, a alegria própria do dia do Senhor, ou o devido repouso do espírito e do corpo”, determina o Código de Direito Canônico (CDC).

Anúncio das Solenidades Móveis de 2024

No próximo domingo, 07 de janeiro de 2024, celebraremos no Brasil a Solenidade da Epifania do Senhor, transferida do dia 06 de janeiro.

Na Missa dessa Solenidade, após a proclamação do Evangelho, é tradição anunciar as datas das solenidades móveis do novo ano que se inicia.
Para saber mais, confira nossa postagem sobre a história da Solenidade da Epifania.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) costuma publicar anualmente o texto desse anúncio em seu Diretório da Liturgia.

Para este ano de 2024, no contexto da tradução brasileira da 3ª edição típica do Missal Romano, são propostos dois modelos de textos à escolha: um mais breve (novo) e outro um pouco mais longo (o mesmo que já era indicado anteriormente).

Anúncio da Páscoa e das Festas Móveis de 2024

1ª opção:

Irmãos caríssimos, sabei que, pela misericórdia de Deus, assim como nos alegramos pelo nascimento de nosso Senhor Jesus Cristo, também vos anunciamos a alegria da Ressurreição do mesmo Jesus, nosso Salvador.
No dia 14 de fevereiro, iniciareis o jejum da sacratíssima Quaresma com a Quarta-feira de Cinzas.
No dia 31 de março, celebrareis com alegria a santa Páscoa de nosso Senhor Jesus Cristo.
No dia 12 de maio, ocorrerá a Ascensão de nosso Senhor Jesus Cristo.
No dia 19 de maio, a festa de Pentecostes.
No dia 30 de maio, a festa do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo.
No dia 01 de dezembro, será o 1º domingo do Advento de nosso Senhor Jesus Cristo.
A Ele louvor e glória pelos séculos dos séculos.
Amém.

2ª opção:

Irmãos caríssimos, a glória do Senhor manifestou-se, e sempre há de manifestar-se no meio de nós até a sua vinda no fim dos tempos.
Nos ritmos e nas vicissitudes do tempo recordamos e vivemos os mistérios da salvação.
O centro de todo o Ano Litúrgico é o Tríduo do Senhor Crucificado, Sepultado e Ressuscitado, que culminará no Domingo de Páscoa, este ano a 31 de março.
Em cada Domingo, Páscoa semanal, a Santa Igreja torna presente este grande acontecimento, no qual Jesus Cristo venceu o pecado e a morte.
Da celebração da Páscoa do Senhor procedem todas as celebrações do Ano Litúrgico:
as Cinzas, início da Quaresma, a 14 de fevereiro;
a Ascensão do Senhor, a 12 de maio;
Pentecostes, a 19 de maio;
Corpo e Sangue de Cristo, a 30 de maio.
O 1º Domingo do Advento ocorrerá no dia 01 de dezembro.
Também nas festas da Santa Mãe de Deus, dos Apóstolos, dos Santos e na Comemoração dos Fiéis Defuntos, a Igreja peregrina sobre a terra proclama a Páscoa do Senhor.
A Cristo, que era, que é e que há de vir, Senhor do tempo e da história, louvor e glória pelos séculos dos séculos.
Amém.

Cristo, Senhor do tempo e da história
(Basílica de São Pedro no Vaticano)

Fonte:
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2024. Brasília: Edições CNBB, 2023, pp. 39-40.