Na manhã dessa quarta-feira, 2 de março, a Igreja Católica no mundo inteiro inicia um novo tempo, o Tempo da Quaresma. Tempo esse, propício para a conversão e mudança dos costumes e exercício dos elementos fundamentais da Fé Cristã, o Jejum, a Oração e a Esmola.

Na Arquidiocese de Vitória da Conquista, Dom Josafá Menezes da Silva, Arcebispo Metropolitano, presidiu a Santa Celebração Eucarística na Catedral Metropolitana, onde, teve por concelebrantes, o Pe. Ariosvaldo de Jesus, Pároco; Pe. Frenilson da Conceição, Reitor da Etapa Filosófica; Pe. Rafael Alves, Chanceler do Arcebispado e Pe. André Costa, Vigário Paroquial.

Estiveram presentes os fiéis Católicos, bem como os Seminaristas da Etapa Filosófica da Arquidiocese de Vitória da Conquista e das Dioceses Sufragâneas de Bom Jesus da Lapa e Caetité e a Representação da Imprensa pela TV Sudoeste.

Em sua homilia, o Metropolita destacou que no período da Quaresma, nos preparamos para vivenciar com dignidade os 40 dias que nos levam a Páscoa de Cristo, apesar da pandemia devemos nos manter firmes nesse propósito. Continuou sua pregação, ressaltando o simbolismo do número 40 na História da Salvação, sendo 40 dias do Dilúvio, 40 anos do povo de Deus caminhando no deserto, 40 dias que Elias caminhou até Oreb, e por fim, os 40 dias que Jesus permaneceu com os seus Discípulos antes da Assunção.

Ressaltou também, a 1ª Leitura do Livro de Joel, onde há um contraponto entre o mundo e a natureza humana antes da queda, sendo que antes da grande provação, a terra era um jardim, depois, se tornou um deserto desolado e que os inimigos de Deus querem entrar por todos os nossos sentidos.

As cinzas, prosseguiu o Arcebispo, são um prelúdio do que esperamos na Quaresma, a Páscoa do Senhor, sua Ressureição e por fim, a descida do Espírito Santo, no dia de Pentecostes, que constitui a plenitude da vivência Cristã em todos seus aspectos.

No Evangelho, nosso Senhor sublinha as três práticas para boa vivência quaresmal: o Jejum, a Oração e a Esmola, e adverte-os dizendo que tais ações devem ser vistas apenas pelo Pai que está nos céus, pois quem prática à vista dos homens, já recebeu sua recompensa.

Também pediu que todos rezássemos pelo cenário de caos e guerra que o mundo enfrenta, e que na condição de Cristãos somos obrigados a lutar para a que a morte não triunfe, mas sim, a vida.

Após a Homilia, todos receberam as cinzas sobre a fronte, ouvindo, Convertei-vos e credes no Evangelho.

A Arquidiocese de Vitória da Conquista deseja a todos uma Santa Quaresma !