Na manhã de Domingo, 27/9, Dom Josafá Menezes da Silva, juntamente com o Pe. Valmir Neves Silva, celebrou na Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz e São Vicente de Paulo, em Vitória da Conquista, a Festa em Honra à São Vicente.

A Santa Missa Festiva em honra ao Co-Padroeiro, contou com a participação restrita dos fiéis, seguindo os protocolos de distanciamento social contra a covid-19.

Em sua homilia, o Arcebispo lembrou o exemplo dos Santos e exortou os presentes, dizendo: “Na Igreja, dependemos das decisões positivas ou negativas dos líderes atuais e do passado, mas o bem atual depende de uma decisão tomada por quem está vivendo hoje. Se resolvemos amar a Deus hoje, praticar os seus mandamentos agora, viveremos. Quem se arrepender dos pecados, quem se colocar à disposição do Senhor viverá.” Continuou, dizendo: “A moral evangélica não é obediência, mas a fecundidade, dos frutos bons, dos cachos de uvas cheios: a vontade do Pai é que demos muitos frutos e frutos que permaneçam […] A conclusão que os publicanos e as prostitutas são estão em nossa frente: nós que dizemos ‘sim’ e nos orgulhamos de ser cristãos, mas somos estéreis em obras, cristãos de fachada. Mas são palavras consoladoras no sentido de que em Deus não existe condenação, mas promessa de uma vida nova para uns e para os outros. Deus tem confiança em todos os homens, nas prostitutas e também nós […]Então eu posso começar a minha conversão que não deve ser um dever, uma obrigação, mas um caminho de liberdade e de amor. Com ele, amadurecemos cachos doces de terra e de sol” (Ermes Ronchi). “

A devoção à São Vicente é antiga na cidade, haja vista que a área do que hoje é conhecida como Bairro Patagônia e áreas circunvizinhas, eram conhecidos como Vila Vicentina, que foi fundada pelo 1º Bispo Diocesano, Dom Jackson¹ para o atendimento dos necessitados.

Também, a São Vicente de Paulo, foi dedicado a 1ª Santa Casa de Vitória da Conquista

Em 1913, foi criada na cidade a Sociedade de São Vicente de Paulo, uma instituição católica de leigos fundada pelo pároco Manoel Olympio Pereira […] O Reverendo Sr. Vigário Monsenhor Manoel Olympio Pereira, em tratando-se da Santa Casa de Misericórdia que ora se funda nesta cidade, relembrou aos dignos confrades das conferências de São Vicente de Paulo que era tempo de todos se mostrarem empenhados pelo levantamento da mesma casa de caridade.

São Vicente de Paulo, rogai por nós !

Referências:
¹ Criação da Vila Vicentina
² Fundação da Santa Casa, em Vitória da Conquista